Sem categoria

Quando abre as inscrições para os cursos Pronatec?

O Governo Federal em Parceria com o Ministério da Educação (MEC) desenvolveu o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) que auxilia cidadãos de baixa renda a ingressar em cursos de educação profissional e tecnológica gratuitos, para que assim, eles consigam um lugar no mercado de trabalho.

Qualquer pessoa pode se candidatar para garantir uma vaga no Programa, porém pessoas de baixa renda, desempregados, alunos que estudaram em escolas públicas ou pessoas beneficiadas por programas como o Bolsa Família têm prioridade.

O Pronatec disponibiliza três tipos de curso que dependem da escolaridade e da renda do candidato. Confira:

  • Cursos Subsequentes – Possuem, no mínimo, duração de um ano. Neste caso, os cursos são disponibilizados para candidatos que já concluíram o Ensino Médio.

É válido ressaltar que os cursos subsequentes são ofertados pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) que tem como requisito a nota da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Se você se encaixa nesses critérios, se inscreva no SISUTEC 2022 para garantir uma vaga.

  • Cursos Concomitantes – São ofertados para alunos que estão matriculados no ensino médio, ou seja, o aluno cursar paralelamente o ensino médio e o curso técnico. A formação técnica, nesse caso, acontece ainda no ensino médio.
  • Cursos de Formação Inicial Continuada (FIC) – Geralmente com 2 meses de duração, esses cursos são disponibilizados para candidatos que possuem benefícios de programas federais, como o Bolsa Família, por exemplo. A exigência, na maioria dos cursos de FIC, é apenas o ensino fundamental completo.

Quando e como se inscrever no Pronatec?

As inscrições para o Pronatec não acontecem em um único período do ano, pois é de responsabilidade de cada instituição participante realizar a distribuição das vagas. Para tentar uma vaga basta se inscrever no site do Programa.

Para se inscrever você deverá acessar o site oficial do Programa, verificar todos os Cursos Pronatec 2022 disponíveis e preencher os dados solicitados (nome, Estado, Município, escolaridade, opções de cursos, entre outros)

Em seguida, verifique se houve algum resultado. Se houver, certifique-se onde será o curso e as datas relacionadas. Feito isso, prossiga com a inscrição seguindo as exigências do site. Caso não existam vagas nas opções de curso que selecionou, você pode se inscrever na lista de espera do Programa.

É importante destacar que todos os cursos do Pronatec são reconhecidos pelo MEC e o certificado de conclusão é válido em todo Brasil. Todas as Escolas Técnicas Federais e Estaduais, além de unidades de ensino do Sistema S (SENAI, SENAC, SENAR e SENAT) oferecem vagas pelo Programa.

Burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras

Não é de hoje que o Brasil é conhecido por possuir uma burocracia exagerada. Em todos os estados brasileiros existem mais normais do que se deveriam ter, principalmente quando o assunto é voltado para empresas do setor privado. Com o excesso de regras e leis voltadas a esses empreendimentos, a burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras em um nível que prejudica a própria empresa e a economia nacional.

Burocracia no Brasil

Nos últimos anos o Brasil passou por diversos escândalos de corrupção, tanto em empresas quanto na própria Receita Federal. A muitos anos todo o país é conhecido por possuir fraldes em todos os níveis hierárquicos de poder.

Com isso, o Brasil possui hoje uma das burocracias mais rigorosas de todo o mundo. Todos os órgãos fiscalizadores por temerem deixar fraldes passarem, acabam que por fazer análises e pedir por processos totalmente minuciosos em relação a empresas de todos os estados brasileiros.

Com isso, a burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras como um todo. Dono de empresas são obrigados a passar milhares de horas anualmente apenas se preocupando em calcular o imposto de renda 2022 como parte das despesas anuais.

Com isso, todo o tempo e esforço que o empresário brasileiro poderia estar utilizando para atrair mais clientes para sua empresa, acaba endo voltado para cumprir fichas de relatórios a serem enviados para órgãos como a Receita Federal.

Como a burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras

De acordo com dados do Banco Mundial, o empresário brasileiro gasta anualmente aproximadamente 1958 horas anuais apenas para cuidar de assuntos ligados a burocracia.

Com isso, anualmente o Banco Mundial realiza uma análise de todos aos países mais propícios ao investimento de empresas. Porém, ao se colocar a burocracia brasileira em perspectiva, o Brasil não passa da posição de número 125 como ambiente propicio para investimentos.

Desse modo, em perspectiva econômica, o nosso país não é um bom local para fundar uma empresa. Afinal, caso um empresário se arrisque, ele deverá passar mais tempo do que deveria apenas se preocupando no preenchimento de formulários e pagamentos de impostos anuais.

Com isso, a própria economia brasileira sofre com perdas. Afinal, com a dificuldade em criar e manter uma empresa por parte do próprio Governo, acaba-se criando uma resistência pela criação de novos empreendimentos.

Assim, a economia brasileira fica estabilizada nas melhores das hipóteses, podendo recuar a cada crise global que ocorre.

Algo que acontece no Brasil a cada nova crise, pois como há a dificuldade em criação de empresas, poucas delas acabam por surgir devido ao grande número de burocracia no país.